Ecossistema Local de Inovação vai impulsionar o empreendedorismo em Porto Velho

10/Mar/2023 - 12:24

Com foco nas ações voltadas para promover inovações e o desenvolvimento socioeconômico, o Conselho Deliberativo do Ecossistema Local de Inovação de Porto Velho (ELI), se reuniu na tarde de quinta-feira (9), no auditório do Prédio do Relógio, sede da Prefeitura.

De acordo com o diretor técnico da Agência de Desenvolvimento de Porto Velho (ADPVH), ligada à Prefeitura, Leandro Soares, o intuito da reunião foi o de promover um alinhamento das ações de inovações entre os atores presentes, que são pessoas ligadas ao setor produtivo (empreendedores), instituições de pesquisa e ensino e órgãos de representatividade social (Unir; OAB-RO; Senai; Tambaqui Valley; MV Play; Afrolab; HUB-RO; Agência de Desenvolvimento de Porto Velho) . “São eles que estão sentados nesta mesa discutindo o fomento à inovação”, frisou.

A principal discussão no momento é sobre como impulsionar a inovação no município. Eles entendem que esse impulsionamento se dará por meio da integração das agendas entre as instituições que participam do ELI, onde cada instituição irá fortalecer e potencializar a agenda uma das outras. Para 2024, o ELI está preparando uma série de iniciativas e ações com foco nos setores prioritários elencados durante o mapeamento, sendo eles, setor de Inovação em (I) Saúde; (II) Bioeconomia e (III) Agronegócio.

“É a primeira vez que isso está acontecendo em Porto Velho. Esse projeto já existe em outros locais no Brasil e tem resultado em muitos frutos”, afirmou.

Apesar do ELI ser muito novo em Porto Velho, já que é fruto de um mapeamento realizado pelo Serviço de Apoio à Pequena e Média Empresa (Sebrae) e entregue em novembro de 2022 para esses conselheiros, um dos projetos que está sendo desenvolvido e em breve deve ser lançado é a "Jornada do Empreendedor", uma trilha que conecta a necessidade de um empreendedor a um ator com o respectivo "Know How", impulsionando a inovação nas empresas existentes e acelerando o surgimento de novas startups.

“As pessoas que quiserem empreender, as empresas que quiserem inovar em Porto Velho, agora podem contar com a ajuda do ELI e acessar uma rede de atores que podem apoiá-los, com mentorias na elaboração de projetos e planos de negócio, informações de como ter acesso a créditos, dentre outras necessidades existentes nesta jornada, com o ELI funcionando agora Porto Velho pode contar com mais esta rede de apoio. Este movimento irá resultar no aumento da competitividade das empresas existentes e das novas startups no município”, comentou Leandro Soares.

GOVERNANÇA

A Prefeitura participou ativamente do processo de mapeamento do ecossistema por meio da ADPVH. Ao término desse trabalho foi estabelecido uma governança e Leandro Soares foi escolhido pelos atores para representar o grupo, assumindo a presidência do Conselho Deliberativo do ELI, que tem por vice-presidente a Renata Luz, que também atua fortemente junto a primeira comunidade de Inovação de Porto Velho conhecida como Tambaqui Valley. Nos próximos meses a governança do ELI será consolidada com a indicação de novos membros para compor os setores prioritários.

UNIÃO

Representante da Universidade Federal de Rondônia, Ilton Alves destacou que o conselho está produzindo documentos para oficializar e validar as suas ações. A ideia é que setor produtivo e instituições deixem de trabalhar de forma isolada as suas ações voltadas para a inovação e tecnologia.

“Nosso objetivo é integrar todo esse ecossistema e somar forças para criar um ambiente favorável para inovação e empreendedorismo em Porto Velho”, declarou o representante da Unir.

Texto: Augusto Soares
Foto: Wesley Pontes

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Compartilhe nas redes:
Twitter Whatsapp

Utilizamos cookies em acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
2023 © Prefeitura de Porto Velho - RO - SMTI